3 Dicas para converter tráfego em vendas

3 Dicas para converter tráfego em vendas

Se você tem uma loja virtual, já deve ter pensado que apenas trazer tráfego para a loja não é o suficiente. Você pode gastar uma fortuna em canais como o Google, Facebook, Marketplaces, Comparadores de preço e outros. Só gastar… porque não consegue ver o retorno disso. Ou seja, não enxerga o tráfego sendo convertido em vendas.

 

Mas o problema aqui não é o fato de não enxergar. É o fato de não acontecer. Podem existir certos “problemas” ainda não percebidos que fazem com que sua conversão seja baixíssima. Sendo a conversão tão pequena assim, você pode, por exemplo, receber 1.000 acessos em um dia e não converter nada. Isso é muito sério!

 

O lado bom, é que como sei que você é uma pessoa perseverante, mesmo que esteja enfrentando essa situação, está aqui, lendo esse artigo e buscando formas de resolver essa questão e ter sucesso em seu negócio.

 

Primeiro parabéns! Garanto que boa parte das pessoas não teria a mesma força de vontade que você e, no primeiro mês de investimento sem realizar nenhuma venda, já teria simplesmente desistido.

 

A perseverança e a esperança de que no futuro dará certo é o que separa empresários de sucesso que conseguiram tornar seu sonho realidade, daqueles que não conseguiram nem tirá-lo do papel (ou da cabeça). Certa vez Thomas Edison disse: “Nossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais certo de vencer é tentar mais uma vez.”

 

Bom, sem mais delongas, vamos às dicas para converter tráfego em vendas.

 

1º Obtenha o máximo de informações sobre seus potenciais consumidores.

Pense o seguinte: Quem realmente são? Quais suas preocupações? Como você pode tornar a vida deles mais fácil? Com esses dados em mãos, sua tomada de decisão será muito mais assertiva.

 

Aqui, você pode usar esses dados para criar descrições mais elaboradas de produtos, trabalhar melhor a comunicação de sua loja, etc. Você vai entender melhor como isso pode ajudar a partir do item 2.

 

2º Um bom layout é fundamental para altas taxas de conversão.

Quando for desenvolver o layout para o seu e-commerce, a primeira coisa a se pensar é quem é seu consumidor. Uma coisa que deve ficar bem clara é que o layout de um e-commerce não pode ser, de maneira alguma, comparado ao layout de um site.

 

O objetivo do site pode ser tornar sua marca conhecida, mostrar sua missão, visão e valores e mais informações institucionais. No e-commerce o objetivo é, indiscutivelmente, a venda de seus produtos e serviços. Claro que o branding também é parte importante do todo, mas aqui vamos falar especificamente sobre vendas.

 

A primeira coisa que um bom layout trará de benefício para seu e-commerce é a credibilidade. Se sua loja tiver um visual atraente e profissional, seus clientes terão mais segurança em prosseguir e finalizar a compra. Só por esse detalhe você pode considerar que suas conversões já aumentarão e muito.

 

Ok Rafael. Mas falar de pensar no consumidor é genérico. Seja mais específico. Certo. Vamos nos aprofundar um pouco sobre a importância disso. Digamos que seu público-alvo seja o público da melhor idade. Não vamos generalizar, mas suponha que o perfil que você quer como consumidor não tem muita familiaridade com tecnologia. O que fazer para ajudar seu público a comprar com mais facilidade?

 

Eles têm dificuldade para encontrar as categorias de seus produtos? Um detalhe simples, mas que pode fazer muita diferença nessa hora é trabalhar com representações gráficas, ícones. Se você vende equipamentos para jardinagem como cortadores de grama, aparadores de cerca viva, etc; por que não colocar um símbolo de cada um no respectivo departamento? Esse filtro visual tornará a identificação muito mais fácil e rápida.

 

3º Não esqueça os botões Call to Action.

O Call to Action é indispensável para qualquer negócio online. É uma chamada para ação. Você, literalmente, pede para seu consumidor fazer algo. Se você entrar numa loja com vários banners, por exemplo, com lindas imagens, diversos efeitos especiais de transição, parecendo até uma produção cinematográfica, porém se não tiver uma informação clara sobre o que precisa fazer com ele, dificilmente você vai clicar, não é mesmo? Eu não clico.

 

Pode acontecer até de você passar alguns minutos admirando o belo trabalho que o designer fez na criação e pensar: que arte perfeita. É isso que você quer? Creio que não.
Então se o objetivo é ter uma conversão, podendo esta ser, inclusive, um clique em um banner, você precisa apostar em Call to Action.
Adicione um botão em destaque, preferencialmente, utilizando cores complementares que contrastem com as cores usadas no local. Isso chama atenção para o ponto. Ao mesmo tempo, use palavras no imperativo como: Compre agora, Veja mais, etc.

 

Gostou do artigo? Tem mais alguma dica para compartilhar? Então, por favor, deixe seu comentário abaixo. Até a próxima e sucesso!

Comentários