3 dicas para encarar a logística reversa sem medo

3 dicas para encarar a logística reversa sem medo

Ninguém gosta de falar sobre logística reversa. Contudo, saber aproveitar a adversidade como uma oportunidade de negócio é o que distinguirá seu e-commerce no mercado virtual. Veja:

 

Como se preparar para a logística reversa?

No e-commerce, o consumidor é garantido por lei ao direito de arrependimento. Ou seja, a loja virtual deve ter um departamento bem estruturado para essa situação, que pode acontecer após qualquer negociação. Adiantar-se, portanto, é a melhor solução para não ser pego de surpresa, causando uma má impressão no consumidor que poderia ser, tranquilamente, fidelizado nesse momento.

 

Como enfrentar a logística reversa?

Mais do que um processo inverso de toda a negociação, sendo a coleta do produto, a troca do mesmo ou a devolução do valor pago ao cliente, esse é um momento próprio para pensar: “Como posso fazer isso da melhor forma?” Ao desenvolver esse processo pensando em uma situação não-traumática ao consumidor, investe-se mais em um atendimento específico e na rápida execução da ação.

 

Como agir de maneira correta?

Diante de uma loja virtual preparada para enfrentar a logística reversa sem desespero, o ideal é analisar a frequência dessas reversões e em quais produtos essa questão é mais comum. Em paralelo, vale destacar uma política de trocas e devoluções para os consumidores, apresentando claramente em quais condições a requisição será aceita.

 

Seu e-commerce não precisa ser surpreendido pela logística reversa. Antecipe-se e surpreenda você, seu consumidor.

 

Sucesso!

 

Comentários