A forte ascendência das lojas apenas online

A forte ascendência das lojas apenas online

Pesquisas recentes apontam dados fascinantes referente ao comércio eletrônico. Estatísticas revelam que lojistas que possuem somente lojas virtuais obtiveram uma ascensão de 67% a mais, se comparado ao ritmo das redes varejistas que tem lojas físicas além de online.

 

Conforme estudo da Braspag, as vendas online representam 2,3% das negociações totais em território nacional, sendo que dez anos atrás, estas totalizavam apenas 0,35%. Veja mais alguns dados da pesquisa:

 

• O total de consumidores em 2007 era de 9,7 milhões;
• O faturamento em 2007 era de 6,3 bilhões;
• Em 2011 consumidores já totalizavam 23,4 milhões;
• A soma total do faturamento em 2011 foi de 18,7 bilhões!

 

Os produtos mais comercializados online numa escala decrescente:

 

1. Eletrodomésticos;
2. Informática;
3. Eletrônicos;
4. Saúde, beleza e medicamentos;
5. Moda e acessórios.

 

Concluiu-se portanto que varejistas estritamente online já representam 20% de todo o e-commerce brasileiro, o que é absolutamente motivador, levando em conta que as perspectivas para este ano são as melhores possíveis, com a estimativa de atingir 25% de aumento com relação a 2011, e faturando R$ 23,4 bilhões!

 

Comentários