A moda no e-commerce

A moda no e-commerce

No comércio eletrônico o mercado de moda e vestuário cresce a cada dia, devido à facilidade de comparação de preços, modelos e à publicidade através das redes sociais.

 

O segmento de roupas e acessórios na internet registrou um crescimento de 108% na variação de pedidos na comparação de outubro de 2009 com o mesmo período do ano anterior. Já o faturamento do varejo de moda no e-commerce obteve alta de 115%, aponta a e-bit. Os números indicam que este mercado ainda tem muito a evoluir no Brasil, especialmente se comparado aos EUA onde as pessoas se adaptaram rapidamente ao e-commerce.

 

Um dos maiores desafios para que o comércio de roupas decole no Brasil acontece devido á falta de padronagem das peças de roupas, porém, as lojas devem se adequar de todas as maneiras para atender da melhor forma possível os seus clientes. Por este motivo, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) está definindo novas normas de medidas. A ação em parceria com a Associação Brasileira do Vestuário (Abravest) começou com a padronização de meias. Desde julho de 2009 foi colocado em consulta pública o projeto de norma infantil e, nos próximos meses, serão analisados tanto o vestuário masculino quanto o feminino.

 

Quando o internauta já é cliente de uma loja e conhece a modelagem das roupas, ele tem mais facilidade para comprar os produtos também pela internet devido a facilidade e comodidade que ela proporciona.

 

Por isso, este processo de venda se torna um pouco mais complexo. Porém, o segmento de moda no e-commerce que tende a crescer consideravelmente nos próximos anos.

 

Comentários