Como definir corretamente os preços de venda?

Como definir corretamente os preços de venda?

Muito se fala sobre precificação no e-commerce, até mesmo porque este segmento é reconhecido pela facilidade e menores preços, se comparado com lojas físicas. Nesse sentido, o estabelecimento dos preços na loja virtual deve ser feito cuidado, atentando-se às demandas do mercado.

 

Os produtos e serviços, independente da forma de pagamento, têm exposto o desejo do consumidor de satisfazer seus anseios. Por isso, nessa etapa é importante precificá-los de forma coerente com seu público, evitando surpresas desagradáveis e, claro, assegurando uma lucratividade sustentável aos seus negócios.

 

Veja abaixo alguns erros comuns, a serem evitados:

 

Copiar o preço do concorrente.

Cada empresa tem seu contexto. Portanto, copiar o preço do concorrente envolve um alto risco de basear seu negócio em um ambiente fora da sua realidade, prejudicando suas vendas.

 

Não considerar as despesas.

Leve em consideração as despesas financeiras nos cálculos do seu preço de venda, pois há instituições que cobram tarifas para operações de cobrança como boletos e cartões de crédito, por exemplo. Este tipo de custo deve estar incluso em sua realidade e em seu preço.

 

Confundir margem com lucratividade.

Margem de lucro e lucratividade são unidades distintas. Lucratividade é o faturamento obtido, menos todos os custos. É o que, de fato, você lucra. Margem é o valor que cada produto ou serviço contribui para o total do lucro obtido, é um dado importante para entender quais produtos lhe rendem maior lucratividade.

 

Para definir corretamente os preços de sua loja virtual, levante todas as despesas fixas e variáveis nos cálculos da precificação. Essa é a forma mais assertiva para desenvolver um preço justo e flexível em seu negócio. Pense nisso e sucesso!

Comentários