Como inserir o ‘design emocional’ em meu e-commerce?

Como inserir o ‘design emocional’ em meu e-commerce?

Em sua loja virtual, podemos dizer que quando uma pessoa ‘quer’ e ‘consegue’ utilizá-la, alguns sentidos são estimulados. Estes sentidos estão ligados à usabilidade de seu e-commerce, que proporciona uma experiência satisfatória e simples, e ao design emocional, em que todos os elementos são pensados para mexer com o cliente e elevar a usabilidade a um patamar ainda mais avançado, o de ‘tocar’, além de simplesmente funcionar.

 

Para isso, uma boa ideia para aplicar o design emocional em seu e-commerce é a ‘gameficação’, em que a mecânica do jogo é aplicada para enriquecer contextos diversos e, neste caso, a experiência do cliente. Veja algumas das definições de jogo, feitas por Andrew Rollings e Ernest Adams, que podem ser aplicadas em seu negócio:

 

Brincar
O seu cliente deve entreter-se em seu ambiente virtual e, é claro, se divertir.

 

Fingir
Em jogos as pessoas podem ser quem elas quiserem e imaginarem. Leve esta percepção à sua loja e dê esta liberdade de sonhar ao cliente.

 

Regras
Toda brincadeira tem regras que devem ser seguidas e explícitas. Não esconda nada para que nenhum ‘participante’ seja prejudicado.

 

Semiótica
Todo signo ou símbolo tem seu significado e transmite determinada mensagem ou sensação em seu contexto.

 

Jogabilidade
Este processo de interação entre a pessoa e uma tela deve ser simples. Pense na duração de etapas e na facilidade em imergir no ‘jogo’.

 

Sequência
Jogos com fases são mais emocionantes e fazem mais sentido. Use a linearidade em seu e-commerce.

 

Objetivo
Todo jogo tem um objetivo: salvar a princesa, vencer a corrida? Neste caso a conclusão da compra é o objetivo de ambos os lados e, assim, o caminho deve ser bem traçado e testado.

 

Condição de término
Se você participou, jogou e se divertiu, completando todas as fases, o que tem ao final? Um agradecimento da princesa? Um bônus? Uma condição especial nos próximos jogos?

 

Todo este pensamento deve estar presente desde a concepção de seu e-commerce. Não faça de sua loja um jogo, mas, sim, utilize técnicas para prender a atenção de seu cliente, conquistá-lo e fazê-lo se sentir bem.

 

Sucesso!

Comentários