E-commerce acessível

E-commerce acessível

Não há mais para onde fugir. O e-commerce é uma tendência que não pode mais ser ignorada, especialmente no Brasil – líder da categoria na América Latina, com 45% do total de faturamento da região. As empresas que se encontram fora da internet, hoje, estão perdendo mercado, como disse Bill Gates: “Daqui a algum tempo, vão existir dois tipos de empresas: as que fazem negócio pela internet e as que estão fora dos negócios.”

 

Os números indicam ascensão: micro e pequenas empresas possuem uma estimativa de crescimento para esse ano de 40%, o faturamento de 2010 é esperado em torno de R$ 14 bilhões. A movimentação é favorável, as datas sazonais ampliam as chances de negociações e, ainda, há mais de 22 milhões de consumidores em potencial que podem ser alcançados pelo comércio eletrônico brasileiro.

 

Entende-se, portanto, que o e-commerce está absolutamente acessível a qualquer empreendedor que deseja adentrar ao mundo das negociações online, além das vantagens e facilidades em possuir um empreendimento virtual, bem como a perspectiva e possibilidade de crescimento que este setor possui, especialmente no Brasil.

Comentários