E-Commerce nacional X E-Commerce internacional

E-Commerce nacional X E-Commerce internacional

A comercialização de produtos chineses é famosa por aqui. Segundo dados da consultoria E-bit, as compras feitas em lojas virtuais orientais cresceram 32% entre 2012 e 2013, com expectativa de ampliação em 20% neste ano de 2014.

 

A competição não é apenas com e-commerces chineses, afinal os EUA também exercem grande influência junto aos consumidores brasileiros. Em 2013 foram registrados 20,8 milhões de encomendas vindas de fora do Brasil. Mas, diante dessa concorrência, como estabelecer seu e-commerce? Veja:

 

Tenha preços coerentes.

Pensar no preço é fundamental para quem deseja competir com grandes empreendimentos, inclusive os internacionais, pois este é um dos principais fatores que motivam tais compras. Nessa situação, é fundamental analisar o preço dos produtos e condições de ofertas; bem como valorizar um dos quesitos mais importantes do e-commerce: a entrega rápida.

 

Ofereça frete com qualidade.

Sabendo que as compras internacionais, em sua grande maioria demoram a chegar, é interessante destacar esta vantagem em seu e-commerce. O que seria então, um frete de qualidade? Simples: uma política de entrega transparente, com um tempo de espera justo e com um valor acessível; ou ainda, com promoções de gratuidade.

 

Trabalhe com nicho.

Este é o tipo de dica que nunca sairá de moda, inclusive neste caso. Para um e-commerce ter sucesso no mercado atual, as oportunidades se encontram nos nichos de mercado, em uma segmentação inteligente para um público específico, que se identifica com sua loja e almeja adquirir os produtos que você oferece.

 

Vale destacar, por fim, que estes grandes players possuem estrutura para vender diretamente de fornecedores, com preços baixos, a uma realidade de entrega diferente; contudo ainda contam com uma parcela de desconfiança por parte do cliente; e este é o momento de aproveitar a oportunidade e manter as negociações dentro do país.

 

Sucesso!

Comentários