Em que pé está a logística para o e-commerce brasileiro?

Em que pé está a logística para o e-commerce brasileiro?

Sabendo que a logística é uma das grandes questões do comércio eletrônico brasileiro, a ‘Brazil Panels’ realizou uma pesquisa com mais de 250 lojas a fim de traçar um panorama que envolvesse armazenagem, frete e manuseio.

 

Entre os resultados, foi constatado que 82% das lojas virtuais possuem armazenagem própria, 10% trabalham com um misto entre própria e terceirizada e apenas 7% utiliza apenas ambientes de terceiros.

 

Estas lojas utilizam, em sua maioria (93%), os Correios e somente 13% possuem sistema próprio de entrega, entre eles está o ramo de produtos perecíveis como flores, por exemplo. As transportadoras privadas contam com 35% destes lojistas.

 

Entre os gastos na operação logística, o frete ocupa a maior parcela, com 58%, seguido da armazenagem (23%) e o manuseio (19%). Ainda neste ponto, 69% das lojas virtuais entrevistadas oferecem frete grátis e o considera um ótimo motivador de compra, quando bem administrado.

 

As maiores dificuldades na logística para estes empreendedores que participaram da entrevista ficaram com o atraso na entrega e a falta de segurança como extravios, furtos e roubos de cargas.

Comentários