Entrevista para Revista Wide: Back Office no e-commerce

Entrevista para Revista Wide: Back Office no e-commerce

Nesta segunda-feira, dia 23, o CEO da Dotstore, Felipe Martins foi referência na nova edição da Revista Wide. A matéria “BackOffice: A “Torre de Controle” do seu e-commerce” destacou e esclareceu a influência deste recurso para lojas virtuais de sucesso.

 

Usando a analogia dos Controladores de Vôo, a publicação evidencia que, sem um sistema Back Office, além de correr riscos, a empresa perde muito em organização, gerenciamento de seus processos internos e, consequentemente, em faturamento.

 

Para situar nossos lojistas e parceiros sobre este tema, confira a visão de Felipe Martins sobre a importância de um Back Office bem estruturado:

 

Back Office, o que é?
O Back Office no e-commerce caracteriza-se pela gestão dos processos operacionais de uma loja virtual que transcorre por todos os setores da empresa, com o objetivo de que todo o processo da negociação aconteça perfeitamente e com organização. Por exemplo, recebimento de pagamento, de pedidos, separação dos produtos em estoque, embalagens, ou seja, tudo o que acontece nos bastidores de uma empresa virtual. O Back Office pode ser o próprio painel de controle da loja; ou um sistema a parte, integrado para auxiliar na sua administração.

 

Por que usar e quando começar?
Um sistema Back Office garante que a loja virtual tenha capacidade organizacional para receber, gerenciar e entregar o produto ao consumidor. Em outras palavras, pode-se afirmar que o grande objetivo é tornar a empresa devidamente qualificada e preparada para atender o cliente em qualquer momento da negociação. Toda empresa, independente do seu tamanho, deve ter a seu favor um sistema Back Office, pois ele só tem a facilitar seu gerenciamento e desenvolvimento. Nesse sentido, a plataforma de e-commerce que for contratada precisará possuir as principais ferramentas para gerenciamento da mesma.

 

Qual é o Back Office ideal?
O Back Office ideal é aquele que ajuda o lojista no gerenciamento da loja. Esse deve ser o fator primordial na escolha deste sistema. Em seguida, deve-se analisar quais são as ferramentas que fazem parte desta decisão, por exemplo, aceitação de variadas formas de pagamento, gerenciamento de frete e recurso para cálculo, análise do desenvolvimento da compra (pedido realizado, pedido concluído, pagamento confirmado, fraude, etc), gestão de produtos em estoque ou em falta, controle de clientes e desenvolvimento de relatórios de vendas e entrega. Estes são alguns pontos iniciais que devem fazer parte de um Back Office que vale a pena.

 

Sucesso!

Comentários