Estimativas do e-commerce para 2011

Estimativas do e-commerce para 2011

Como o comércio eletrônico sul-americano tem atraído a atenção da economia mundial, muito se fala por esses dias sobre a atuação da América Latina no varejo online – atualmente com 8% da audiência global, pertencendo ao Brasil a liderança da categoria.

 

Em um contexto geral da AL, estima-se para o próximo ano, 2011, um crescimento de aproximadamente 20% em comparação aos anos de 2003 e 2010, alcançando um valor de 69,7 bilhões de dólares, também em função dos produtos de bens de consumo, automóveis e turismo.

 

Como se sabe, o Brasil lidera, detendo 45% do faturamento anual da região latina, seguido por México, Venezuela, Argentina, Chile e Colômbia, que juntos representam 35% da soma dos volumes de transações online, enquanto os outros 14 países têm juntos a participação de 10%.

 

Sem dúvida, o e-commerce segue em vasto crescimento, especialmente tratando-se da América Latina. Por esse motivo, as empresas que insistem em não adotar a web como uma ferramenta importante de negociação e ascensão, pode perder grande parte do seu mercado, para aquelas que assim o fazem. O comércio eletrônico, hoje, é uma das formas de empreendedorismo mais segura e que possibilita maior retorno econômico.

Comentários