Evoluindo com o cliente e para o cliente

Evoluindo com o cliente e para o cliente

A tão falada experiência do usuário no e-commerce desbancou o preço da mercadoria como um diferencial a ser levado em consideração no momento de optar por uma loja virtual. Hoje o consumidor procura por algo a mais.

 

Como o e-commerce se torna cada vez mais aberto a novos empreendimentos e, consequentemente, mais competitivo, as lojas virtuais devem conquistar o consumidor de uma forma diferente, uma forma que ultrapasse o comum; levando em consideração seus desejos e necessidades de consumo.

 

Apenas vender, qualquer empresa é capaz de fazer. Agora, conquistar a frequência, o respeito e a preferência do cliente é mais profundo: demanda vontade, interesse e, principalmente, compromisso.

 

Esse patamar de empreendimento ideal não é conquistado da noite para o dia, de forma milagrosa; pelo contrário, o diferencial é destacado com o tempo, comprovando a posição profissional da empresa junto ao seu público consumidor. No entanto, tudo tem um começo! E para sua loja virtual dar o primeiro passo rumo à inovação, confira essas dicas:

 

Defina um objetivo a ser alcançado.

É importante, no processo de inovação e conquista do consumidor que se tenha um objetivo estabelecido. Assim é possível desenvolver meios firmes para conquistá-lo. “Quem não tem um objetivo quase nunca sente prazer nas suas ações” (Giacomo Leopardi).

 

Uma mudança de cada vez.

Para conquistar o consumidor, é preciso proporcionar a ele melhorias constantes. No entanto, essas devem ser aplicadas de forma gradativa, avaliando a aceitação e adaptação dos clientes. “Não basta dar os passos que nos devem levar um dia ao objetivo, cada passo deve ser ele próprio um objetivo em si mesmo, ao mesmo tempo em que nos leva para diante” (Johann Goethe).

 

Volte atrás quando preciso.

Uma empresa responsável e preocupada com o interesse do consumidor é capaz de voltar atrás quando uma iniciativa não é bem aceita pelos clientes. “Caráter também significa colocar o bem maior da empresa e da sociedade à frente do autointeresse. É preocupar-se com “o que está correto” em vez de “quem está correto” (Noel Tichy e Warren Bennis).

 

Um dos grandes segredos para que o cliente sinta-se satisfeito com a empresa que lhe presta serviços, é fazer com que o mesmo perceba que o empreendimento está evoluindo com ele e por causa dele. Isso representa profissionalismo e interesse de relacionamento duradouro entre empresa e consumidor! Pense nisso!

Comentários