História do e-commerce que não conhecia sua audiência

História do e-commerce que não conhecia sua audiência

Conheça a história do e-commerce que não conhecia sua audiência!

Roberto tem um e-commerce. Ele tem um site responsivo, um design legal, uma oferta de frete grátis na home, bons produtos, um chat online e uma equipe qualificada. Ele está um pouco perdido: sabe que tem potencial para crescer mas não sabe o que fazer para melhorar seus resultados.

 

Após muito estudo, Roberto percebeu que faltava personalizar a abordagem das suas campanhas. Ele fazia a mesma oferta para todas as pessoas que entravam na sua loja virtual. O problema é que as pessoas são diferentes. Logo, se encantam por ofertas diferentes.

 

Isso o levou a pesquisar sobre sua audiência e percebeu que o que sabia sobre sua audiência se limitava a informações que ele havia coletado com a equipe de atendimento. Então, ele decidiu se aprofundar. Ele descobriu:

 

  • Informações demográficas (faixa etária, classe social, estado civil)
  • Localização
  • Área profissional em que atuam
  • Mídias sociais e tecnologias que utilizam
  • Motivações de compra
  • Perfil comportamental
  • Intenção de compra
  • Temas de interesse

 

Munido dessas informações, ele melhorou suas ações.

 

  • Criou personas
  • Desenhou suas jornadas de compra
  • Produziu conteúdo focado no interesse dessas pessoas
  • Definiu a abordagem das campanhas
  • Passou a oferecer frete grátis para quem se motiva com isso “o produto usado pelas celebridades” para quem se encanta com esse outro apelo.
  • Escolheu as segmentações certas na hora de segmentar campanhas.

 

Usando esse conhecimento, falando com as pessoas certas, na hora certa e com a abordagem certa, Roberto começou a ver seus resultados melhorarem. A chave foi conhecer a audiência. 😉

 

Comentários