Maneiras de convencer o consumidor usando a psicologia- Parte III

Maneiras de convencer o consumidor usando a psicologia- Parte III

Você já tem acompanhado as nossas dicas sobre como usar a psicologia para converter o consumidor em cliente. Chegamos a última parte deste estudo e hoje, encerramos esta série com mais três estratégias para o seu e-commerce. Acompanhe:

 

1-Represente algo

 

Para os consumidores que possuem uma boa relação com determinada marca, 64% disseram ser porque ela compartilha valores com a empresa em questão. Um bom exemplo é a comunidade formada em torno de companhias como a “Tom’s Shoes”, que doa um par de sapatos para quem precisa a cada par de sapatos vendido.

 

2-Advogado do diabo

Profissionais de marketing podem aprender uma importante lição desta antiga tradição católica: a pesquisa mostra que quando um grupo de pessoas tem suas ideias questionadas por um “advogado do diabo”, ele aumenta sua confiança na posição inicial. Seu negócio pode utilizar esta informação bancando consigo mesmo o “advogado do diabo”, se questionando e tendo uma postura confiante. Desta forma, você irá aumentar, também, a confiança dos já clientes (os mais prováveis a comprar seus produtos) e dos potenciais consumidores. Direcione suas preocupações e elimine-as com boas informações de pesquisa e exemplos.

 

3- Mantenha-os a seus pés

 

Enquanto os clientes valorizam consistência, eles também gostam de surpresas: em um estudo do psicólogo Norbert Schwarz, ele percebeu que menos de 10 centavos de dólar foi o suficiente para mudar a perspectiva dos participantes que encontraram o dinheiro por surpresa. Utilize este processo de “reciprocidade surpresa” criando pequenos “uau’s” que os clientes não esperam. Lembre-se, não precisa ser um esforço custoso, é realmente o pensamento que conta. Surpreenda seu público.

 

Confira a série completa sobre “Maneiras de convencer o consumidor usando a psicologia” e veja, ainda, o infográfico com estas informações.

 

Sucesso!

Comentários