Mitos desmascarados sobre e-mail marketing – Parte I

Mitos desmascarados sobre e-mail marketing – Parte I

O envio de e-mail marketing é uma técnica que já dura há mais de uma década. Sabe-se, ainda, que o desenvolvimento dessa ferramenta proporciona cada vez mais resultados positivos em alcance e conquista de consumidores.

 

Contudo, há no mercado muitos mitos que acabam atrapalhando os investimentos, além de colocar os empreendedores em dúvida quanto à eficácia deste recurso. Pensando nisso, desmascaramos aqui os seguintes equívocos:

 

1. E-mails marketing devem ser elaboradamente fantásticos. Essa constatação se tornou um mito porque na maioria das vezes, e-mails simples geram melhores retornos, principalmente, devido ao peso dos elementos gráficos utilizados. Dessa forma, fica a dica: crie e-mails marketings objetivos, bonitos e simples, sem pirotecnia ou segredos;

 

2. E-mails vão para SPAM só por causa do assunto. Atualmente, a análise de e-mails realizada por filtros está muito mais sofisticada e leva em consideração, entre outras coisas, o assunto da mensagem e a confiabilidade da origem do remetente. Por isso, vale lembrar: só envie e-mails marketing para pessoas interessadas;

 

3. A cada cancelamento, um cliente perdido. Muitos são os motivos para que um potencial consumidor cancele o recebimento de e-mails. Às vezes, ele simplesmente não quer mais receber novidade, o que não significa necessariamente que esse cliente foi perdido. Por isso, busque alcançá-lo através de outras ações de divulgação e marketing; quando precisar, voltará à sua loja;

 

4. Taxa de abertura é o principal mensurador de resultados. Nem só com a taxa de abertura se identifica o retorno de e-mails marketing. Isso porque a abertura de um e-mail não garante que o destinatário leu a mensagem. Outra técnica eficiente, neste caso, é a taxa de clique, que pode indicar com mais precisão que o consumidor demonstrou interesse pela mensagem. Destacamos que é válido aplicar as métricas em conjunto para identificar os retornos de forma mais objetiva.

 

Esses são apenas alguns mitos, pois há mais equívocos divulgados pelo mercado – os quais revelaremos em breve. O que vale enfatizar é: seus e-mails serão sempre bem sucedidos se você se preocupar em gerar um conteúdo relevante para seus consumidores, valendo-se de práticas honestas para alcançar seu público.

 

Sucesso!

Comentários