Números que motivam o crescimento do e-commerce brasileiro

Números que motivam o crescimento do e-commerce brasileiro

O crescimento do e-commerce brasileiro pode ser percebido ano a ano com o apontamento de pesquisas realizadas por agências e consultorias especializadas. Segundo levantamento da América Economia Intelligence, entre 2010 e 2011, as vendas online cresceram 43% no Brasil, movimentando 25 bilhões de dólares.

 

Esses dados confirmaram o potencial do comércio eletrônico nacional, destacando o Brasil como único país da América Latina que atingiu 1% do PIB com as negociações virtuais. Além disso, as vendas online por aqui encabeçam a lista de países da AL com melhor participação no e-commerce.

 

Esta listagem apresenta o Brasil com 59,1% das vendas online, frente os demais países da AL. Em segundo lugar, está o México com 14,2% e em terceiro, o Caribe – responsável por 6,4%. Na sequência aparecem a Argentina (6,2%), o Chile (3,5%), a Venezuela (3,3%), a América Central (2,4%), a Colômbia (2%) e o Peru (1,4%).

 

Se por um lado o Brasil cresce em negociações, também cresce em consumo, veja aqui; e ainda expande em gastos, principalmente com publicidade online, conforme mostra uma pesquisa desenvolvida pela ComScore, onde empresas online chegam a impactar 40 milhões de e-consumidores brasileiros em um único mês.

 

Neste mercado cada vez mais movimentado, as pesquisas só motivam a expansão do cenário virtual brasileiro no e-commerce, estimando um crescimento de 26% no faturamento em comparação com 2011 e de 28,5% em 2013.

 

Comentários