O comportamento do consumidor e as mídias sociais

O comportamento do consumidor e as mídias sociais

As mídias sociais periodicamente mudam seus formatos, apresentando tecnologias inovadoras, entretanto, permanecem essencialmente as mesmas. O que difere de tempos em tempos é a maneira com que usuários consomem os meios de comunicação e processam os mesmos.

 

O consumidor se tornou mais exigente, de maneira que os meios tiveram de se adaptar. Nesta era, a palavra do internauta é a essência do sucesso ou declínio dos meios, empresas e marcas. O usuário se tornou menos passivo com relação ao emissor, horizontalizando as mídias em prol de uma comunicação linear, sem barreiras.

 

A exemplo desta transformação, o Facebook, constatando a mutação do consumidor, modificou-se e para atrair os mais diversificados públicos, começou a oferecer novas opções, como jogar, ouvir musica, baixar vídeos, efetuar compras, criar fan pages, além de conectar-se com amigos.

 

Sabendo disso, é questionável como se deve usar as redes sociais. Examinemos então com base em estudos americanos, se estas são dissipadoras de nosso tempo ao invés de auxiliadoras.

 

• 18% das pessoas entre 50-60 anos usam as redes sociais para se conectarem aos outros que têm passatempos semelhantes aos próprios;
• 17% usam as redes para encontrar o par ideal;
• 50% usam para reencontrar amigos antigos;
• É fonte de entretenimento com 250 milhões de fotos sendo carregadas a cada dia;
• Há 100 milhões de vídeos para se assistir (Facebook).

 

As mídas sociais chegaram para ficar, o mundo atual gira em torno da internet. No universo corporativo, não ter uma estratégia de marketing voltada ao ambiente digital é um grande erro e visto como um retrocesso, uma vez que o Facebook em conjunto ao Twitter atingem em média 1 bilhão de usuários.

 

Uma importante modificação neste consumidor é o fato deste estar mais autêntico que antes. Foram quebrados paradigmas e hoje qualquer usuário está apto a contribuir, nenhuma informação é descartada, tudo é aproveitado e muitas vezes utilizado como parâmetro. O mais importante é o poder de alcance, a disseminação do conhecimento e a descentralização do poder.

 

Comentários