O e-commerce nos Correios

O e-commerce nos Correios

O crescimento do comércio eletrônico já atingiu a empresa de entregas mais importante de todos os tempos: os Correios. Antes especializada apenas em correspondências simples, como cartas, atualmente a empresa precisou adaptar-se aos avanços tecnológicos.

 

Pesquisas apontam que 70% do volume de cartas caiu, mostrando que a web tem alterado a rotina das pessoas. Cartas hoje, não são mais utilizadas, agora emprega-se o uso de e-mails, scraps, twits, MSN e SMS. Além disso, o e-commerce tem influenciado nas atividades de entrega da empresa, sendo que das 770 mil encomendas que circulam por dia nos Correios, boa parte são provenientes de lojas virtuais.

 

O próprio site dos Correios sofreu alterações para adequar-se às novas tecnologias. Por exemplo, há possibilidade desde envio de telegramas online; de acompanhamento da entrega, até uma loja virtual da própria empresa. Da mesma forma que o e-commerce cresce em faturamento anualmente, com os Correios não acontece diferente: no ano passado a empresa alcançou um faturamento de 12 bilhões de reais.

 

Destaca-se, por fim, que o e-commerce tem revolucionado vários segmentos da sociedade, aumentando a cada ano o número de internautas que se tornam e-consumidores e levando empresas físicas a ampliarem seus recursos através da internet com a implantação de lojas virtuais.

Comentários