O que fazer sobre o showrooming? – Parte II