O smartphone e o e-commerce, um casamento perfeito

O smartphone e o e-commerce, um casamento perfeito

Já há quem esqueça as chaves e os documentos em casa, mas não o celular. No Brasil, mesmo com a crise atual, mais de 40 milhões de smartphones são vendidos por ano. Seus usos são tão diversos que é difícil imaginar alguma função que eles ainda não provenham. Aliar essa realidade/facilidade também às formas de compra online é uma necessidade.

 

No cenário atual, a finalização de compra nos dispositivos móveis dentro do e-commerce ainda está longe de atingir seu potencial. Para isso, algumas limitações – principalmente, a praticidade – precisam ser superadas para que esse canal de vendas se torne a regra e não a exceção para o consumidor online. Quem já desenvolve a solução para usufruir o que o universo mobile tem a oferecer vai ganhar com uma vantagem quilométrica quando esse futuro próximo se tornar parte do dia a dia.

 

Para se ter uma ideia do potencial, lembre-se que as pessoas ficam com o smartphone ao alcance da mão 24 horas por dia. Normalmente, a última coisa que elas fazem antes de dormir é colocar o aparelho na mesa de cabeceira da cama e, então, são despertadas ao amanhecer pelo alarme do smartphone. Imagina você ter um canal de vendas eficiente que esteja disponível durante todas as horas em que seu cliente está acordado.

 

Entre os principais desafios para a conversão mobile está a falta de praticidade. Se já não é a melhor experiência do mundo fazer um cadastro no desktop em uma loja virtual, a frustração aumenta exponencialmente quando tentamos fazer a mesma coisa no smartphone. Os dois principais fatores são o tamanho do teclado e tela do smartphone, além da falta de otimização da loja virtual para os smartphones. É necessário um tratamento diferenciado que envolve desde a maneira como as informações e imagens são apresentadas até o fluxo da compra em si.

 

Hoje, em função dos motivos apresentados, é muito comum as pessoas abrirem o e-mail no celular, navegar no site responsivo ou mesmo o m-site da loja para ver mais detalhes da oferta e finalizar a compra mais tarde no desktop, o que é um desperdício enorme de oportunidades.

 

Aprimore sua loja virtual, tenha uma loja mobile. Boas vendas!

 

Comentários