PMEs no e-commerce: uma nova fase para o varejo online

PMEs no e-commerce: uma nova fase para o varejo online

Não é de hoje que as pequenas e médias empresas têm se destacado no mercado brasileiro, e no mercado virtual não poderia ser diferente. De acordo com um levantamento realizado pela ‘Braspag’, as PMEs digitais representaram, 25% de todo o empreendimento online em 2012. Se para você não pareceu muito, compare com o índice de 2005, onde elas ocupavam uma parcela de apenas 5% no varejo online.

 

Os segmentos que se destacaram em volume de vendas neste mesmo ano foram as agências de turismo, eletroeletrônicos e acessórios, ingressos e entretenimento, móveis e decoração, cosméticos e moda.

 

Estes dados só fortalecem o crescimento e a evolução do e-commerce, sabendo que a princípio os e-consumidores compravam essencialmente eletrônicos, por exemplo, por serem mais baratos. O momento agora é outro. Os consumidores estão mais confiantes e, inclusive, valorizando e dando mais credibilidade às menores empresas online.

 

As vendas virtuais estão muito mais diversificadas e expandindo sua atuação, cada vez mais no intuito de facilitar a vida dos clientes. As agências de turismo online alcançaram o maior tíquete médio em 2012, com R$957, resultado que seria totalmente inesperado há alguns anos atrás.

Comentários