Quando a resposta que pode salvar seu e-commerce é “não”

Quando a resposta que pode salvar seu e-commerce é “não”

O universo empresarial é composto por desafios diários, dentre eles está a sensação de falta de tempo para a execução de tarefas diversas, a luta constante entre a produtividade, as obrigações, a administração do tempo e os prazos, não é mesmo?

 

Entretanto, muitas vezes o que falta não é tempo, mas sim um posicionamento firme com relação às suas prioridades, de modo a manter o foco e os objetivos sempre muito bem estabelecidos. E isto significa dizer “não” sempre que julgar necessário.

 

Contratempos, clientes exigindo mais por menos e planos mirabolantes sempre irão, ora ou outra, aparecer e cabe a você, empreendedor dizer não! Não a si mesmo, aos colaboradores, aos parentes e haverá casos onde até mesmo o cliente terá de ser contrariado.

 

É comum nos arrependermos por abrir aquela exceção, por dizermos sim a um trabalho não incluso no pacote fechado pelo cliente, somente para evitar dores de cabeça, e no fim enxaqueca foi tudo que tivemos! Desta maneira, concluímos que o melhor a se fazer é manter-se concentrado e dizer “não” quantas vezes for preciso.

 

Lembre-se, porém, que nem sempre dizer não significa proferir a palavra em si, ou ser arrogante e grosseiro, ao contrário disto! Veja a seguir algumas dicas que lhes serão úteis na hora de dizer “não”!

 

Pondere: Tenha sempre em mente quais suas prioridades. Sendo assim, antes de dar alguma resposta ao consumidor, consulte seus horários, cronograma e agenda.

 

Solucione: Com relação aos consumidores, quando não conseguir atendê-lo busque alternativas e exponha de modo pacifico a situação. É compreensível que você, como empresário, deseja realizar os desejos dos seus clientes, mas é preciso ponderar se o que estes desejam vai contra a visão da empresa infringindo suas ideologias.

 

Mantenha-se simples: Seja gentil, explique o porque de sua resposta negativa e desculpe-se, caso seja necessário. Lembre-se, porém, que não é preciso desculpar-se por agir de modo coerente com sua visão missão e valores, além de seus limites. Seja altruísta, seja breve e simples, as chances do cliente não entender serão mínimas.

Comentários