Tíquete médio de compras pela Internet bate recorde no terceiro trimestre

Tíquete médio de compras pela Internet bate recorde no terceiro trimestre

Ninguém esperava que o tíquete médio de compras via internet registrasse recorde histórico no terceiro trimestre deste ano, período tipicamente mais fraco, conforme indica pesquisa da e-bit.

 

Apesar do Dia dos Pais, historicamente incomparável com o segundo e o quarto trimestre, quando o comércio se beneficia de datas comemorativas como Dia das Mães, Dia dos Namorados e Natal.

 

O tíquete médio ficou em R$ 340. “Ninguém esperava um recorde, porque o Dia dos Pais não movimenta tanto. Isso mostra que o Natal será muito bom para o varejo on-line”, explica o Romero Rodrigues, presidente do Buscapé, empresa que detém a marca e-bit.


Diferença entre procura e compra

Rodrigues enfatiza que existe uma diferença substancial entre os preços dos produtos buscados, cujo tíquete médio ficou em R$ 750 entre julho e setembro, e os preços dos produtos comprados (tíquete médio de R$ 340).

 

“Isso mostra que nem sempre as pessoas conseguem comprar o que desejam”, diz.

 

Segundo ele, o e-commerce está em plena expansão. “Começamos a perceber o maior interesse da classe C e o aumento dos gastos com vestuário, principalmente equipamentos esportivos, como tênis e roupas esportivas. Além disso, a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) também ajudou muito, porque de fato notamos uma redução nos preços”, completa.

 

Fonte: InfoMoney

Comentários